RIPEAM PARA PROVA DE ARRAIS_1

Foto: Luiz Eiroz - Impresso por EMGEPROM


RIPEAM é o Regulamento Internacional para Evitar Abalroamento no Mar - é uma Convenção Internacional celebrada em Londres, em 20/10/1972 na sede da IMO (Organização Internacional Marítima) e passou a ter validade internacional em 15/07/1977. 
É formado por 41 regras, 4 anexos e 7 emendas (1981, 1987, 1989, 1993, 2001, 2007 e 2013) e é dividido em 6 partes (A, B, C, D, E e F).

Aqui no Brasil, o RIPEAM foi promulgado em 02/08/1977 pelo Presidente da República Ernesto Geisel, por meio do Decreto 80.068/77, após aprovação no Congresso Nacional em 31/10/74 (Dec. Legislativo nº 77).

Para a prova de Arrais e Motonauta é importante saber:

O QUE É O RIPEAM?
O RIPEAM descreve todas as regras para conduzir seguramente as embarcações sempre que esta visualizar outras embarcações, ou seja, sempre que outra embarcação estiver no seu visual, você deverá agir de acordo com o RIPEAM, seja, por sinais sonoros, luzes e marcas, evitando assim, a colisão.

A QUEM SE APLICA O RIPEAM - QUEM DEVE OBEDECÊ-LO? - Todas as embarcações em mar aberto e em águas interiores que ao mar aberto se liguem.

QUEM PODE SER RESPONSABILIZADO EM DE DESCUMPRIMENTO DO RIPEAM (RESPONSABILIDADE)? - O RIPEAM não exclui nenhuma embarcação da responsabilidade em caso de descumprimento, incluindo-se o comandante e sua tripulação.

EXISTE BOM SENSO NO RIPEAM? - Sim. O descumprimento de qualquer regra do RIPEAM é bem vindo desde que eficaz para evitar o perigo imediato de uma colisão. Agora, nada vai adiantar que descumpriu o RIPEAM para usar bom senso para evitar a colisão, porém, a colisão ocorreu.

fonte RIPEAM-72 / COLREG-72. Ed. 2016 e Navegar é Fácil - Barros, Geraldo Luiz Miranda. 14ª.ed. Editora Lilian Machado de Barros. 


É isso e bons ventos a todos.

LUIZ EIROZ
instrução e assessoria náutica
Cel/Whats (13) 99680-8701

Comentários