Postagens

NOVAS INSÍGNIAS DE AMADORES

Imagem
A Diretoria de Portos e Costas (DPC), na qualidade de representante da Autoridade Marítima Brasileira (AMB), em 29 de novembro de 2018, alterou pela vigésima nona vez, a NORMAM-03 desde que foi editada em 2003, desta vez, para modificar as insígnias das habilitações náuticas do grupo de amadores, ou seja, o padrão de identificação da habilitação dos comandantes de embarcações de esporte e recreio. Alguém duvida que virão mais mudanças por aí?
Vejam como ficaram:






Antes, as insígnias correspondentes a cada graduação eram assim:
1 estrela dourada = Arrais Amador  2 estrelas douradas = Mestre Amador 3 estrelas douradas = Capitão Amador
Vejam como eram na imagem dos bonés abaixo:




Vale lembrar, que é facultativo o uso das insígnias e quem quiser encomendar bonés e uniformes com as novas, ligue (13) 99680-8701 - Luiz.


Bons ventos a todos!

LUIZ EIROZ
aulas particulares e assessoria náutica
(13) 99680-8701

RIPEAM PARA PROVA DE ARRAIS_1

Imagem
RIPEAM é o Regulamento Internacional para Evitar Abalroamento no Mar- é uma Convenção Internacional celebrada em Londres, em 20/10/1972 na sede da IMO (Organização Internacional Marítima) e passou a ter validade internacional em 15/07/1977.  É formado por 41 regras, 4 anexos e 7 emendas (1981, 1987, 1989, 1993, 2001, 2007 e 2013) e é dividido em 6 partes (A, B, C, D, E e F).

Aqui no Brasil, o RIPEAM foi promulgado em 02/08/1977 pelo Presidente da República Ernesto Geisel, por meio do Decreto 80.068/77, após aprovação no Congresso Nacional em 31/10/74 (Dec. Legislativo nº 77).
Para a prova de Arrais e Motonauta é importante saber:

O QUE É O RIPEAM?
O RIPEAM descreve todas as regras para conduzir seguramente as embarcações sempre que esta visualizar outras embarcações, ou seja, sempre que outra embarcação estiver no seu visual, você deverá agir de acordo com o RIPEAM, seja, por sinais sonoros, luzes e marcas, evitando assim, a colisão.

A QUEM SE APLICA O RIPEAM - QUEM DEVE OBEDECÊ-LO? - Todas…

MANOBRA DE FUNDEIO DA EMBARCAÇÃO - PROCEDIMENTOS

Imagem
No Anexo 4-B da NORMAM-03 aprende-se os procedimentos (manobra, faina) de fundeio, lançar a âncora ou o ferro da embarcação.
As embarcações deverão fundear, aproadas ao vento ou à corrente, com motor de propulsão em posição neutra, isto é, fora de marcha. A âncora deverá ser lançada quando a embarcação perder o segmento, usando uma extensão de cabo com comprimento aproximado de cinco a sete vezes (alguns autores sugerem 3 a 5 vezes) a profundidade local.
O cabo de fundeio não deve ser amarrado próximo ao motor, pois o peso do motor poderá somar-se à tração vertical do cabo provocando emborcamento e afundamento da embarcação.
Mas, antes mesmo de fundear, deve-se escolher um bom fundeadouro (natureza do fundo). Os fundos de “pedra” devem ser evitados sempre que possível (dificuldade de o ferro unhar e porque o ferro e a amarra podem se prenderem nas pedras). Caso seja necessário fundear em fundo de pedras, largue o ferro lentamente, usando a máquina de suspender e reduzindo o filame ao mín…

OPERADOR RADIOTELEFONISTA - LICENÇA ANATEL

Imagem
Nas minhas aulas de arrais e motonauta, procuro sempre informar aos alunos sobre a necessidade de obter o Certificado de Operador Radiotelefonista, seja na categoria geral RF/G ou restrito RF/R, cujas regras para aprovação nos exames correspondentes e todas as orientações seguem:
1. Primeiro faça o seu cadastro no Sistema de Emissão de Certificado de Radioperador (SEC) clicando aqui; 2. Após o cadastro, o interessado deve acessar o Sistema SEC e consultar a agenda de prova disponível e solicitar sua inscrição (é gratuita); 3. Para consultar a agenda no SEC, clique em: Menu Principal - Agenda  - Consultar.  4. Para efetuar a sua inscrição, clique em: Menu Principal - Prova - Incluir.
Obs.: Se o interessado for menor de 18 anos, a inscrição deve ser solicitada pelo seu representante legal com a seguinte documentação: Documento solicitando a inscrição na prova para obtenção do Certificado de Operador Radiotelefonista assinado pelo representante legalCópia dos documentos de identidade (do menor…

ACIDENTE NÁUTICO FATAL OU DESAPARECIMENTO DE PESSOA - PADRÃO DE INFORMAÇÕES

Imagem
O Anexo 4-B da NORMAM-03 ensina o padrão de informações que devem ser transmitidas pelos proprietários ou condutores de embarcações de esporte e/ou recreio ao representante da Autoridade Marítima (CP, DL ou AG) e/ou à Autoridade Policial mais próximas, em caso de ocorrência de acidentes náuticos.
No caso de acidente fatal ou desaparecimento de pessoa, as comunicações deverão conter os seguintes dados:
- dia, hora e localização exata do acidente; - nome da pessoa que morreu ou desapareceu; - nome ou número da embarcação envolvida; e - nome e endereço do proprietário e do condutor.
A CP, DL ou AG após tomar ciência, irá instaurar inquérito administrativo para apurar as causas determinantes e fará a remessa da conclusão ao Tribunal Marítimo para julgamento e responsabilização dos autores dentro do que determina a legislação pertinente, sem prejuízo de outras punições previstas nas demais leis (Código Penal, Código Civil, Legislação Ambiental, etc.) aplicadas ou não pelas autoridades competente…

ACIDENTES E FATOS DA NAVEGAÇÃO - LISTAS E CÓDIGOS

Imagem
Segue uma lista oficial da DPC sobre acidentes e fatos da navegação (incidentes). Caso você queira saber mais sobre este tema, clique aqui.ACIDENTES DA NAVEGAÇÃO:
A000 - SEM CÓDIGO DE NATUREZA DO ACIDENTE A001 - ABALROAÇÃO OU ABALROAMENTO A002 - ADERNAMENTO A003 - ÁGUA ABERTA A004 - ALAGAMENTO A005 - ARRIBADA A006 - AVARIA DE MÁQUINAS A007 - AVARIA DE GOVERNO A008 - RUPTURA DE CABOS A009 - AVARIA NA CARGA A010 - AVARIA OU DETERIORAÇÃO DAS MERCADORIAS DAS CÂMARAS A011 - AVARIAS NO CASCO A012 - COLISÃO A013 - EMBORCAMENTO A014 - ENCALHE A015 - EXPLOSÃO A016 - INCÊNDIO A017 - NAUFRÁGIO A018 - VARAÇÃO A019 - QUEDA DE CARGA E/OU EQUIPAMENTO N’ÁGUA A020 - ALIJAMENTO A021 - ACIDENTE COM BALEEIRA A022 – ACIDENTE COM ESCADAS DE PORTALÓ
 FATOS DA NAVEGAÇÃO:
F001 - ALTERAÇÃO OU DESVIO DA ROTA F002 - DEFICIÊNCIA NA AMARRAÇÃO OU FUNDEIO F003 - DEFICIÊNCIA DA EQUIPAGEM  F004 - DEFICIÊNCIA DE ABASTECIMENTO F005 - DEFICIÊNCIA NA EMBARCAÇÃO F006 - EMPREGO DA EMBARCAÇÃO EM ILÍCITO PENAL OU FAZENDÁRIO F007 - EXCESSO DE PASSAGEIROS F00…

O REGISTRO GERAL DA ATIVIDADE PESQUEIRA DO BRASIL É UMA BAGUNÇA.

Imagem
Há 51 anos, por meio do Decreto-Lei nº 221, de 28 de fevereiro de 1967, ratificado pela Lei nº 11.959, de 26 de junho de 2009 (Lei da Pesca) foi criado o Registro Geral da Atividade Pesqueira - RGP, .com o objetivo de melhorar a gestão e o desenvolvimento sustentável da atividade pesqueira em toda a cadeia produtiva.
Para tanto, foram criadas as seguintes categorias: Aprendiz de Pesca;Pescador Profissional (Artesanal e Industrial);Armador de PescaPescador Amador ou Esportivo;Organizador de Competição de Pesca Amadora ou Esportiva;Comerciante de Organismos Aquáticos Vivos;Aquicultor eIndústria PesqueiraCom respeito aos que discordam, ocorre que o Ministério da Pesca, há anos, não tem andado bem, talvez, pelo despreparo e a falta de compromisso por parte dos ministros e secretários que têm assumido tamanha responsabilidade. Ouso afirmar, que a maioria dessas autoridades nunca pescaram um peixe no aquário e mesmo assim, acabam assumindo a pasta devido a troca de favores políticos, causando…

LICENÇA PARA PESCA AMADORA OU ESPORTIVA - PERGUNTAS E RESPOSTAS

Imagem
1. Quem é a autoridade brasileira de pesca?
R: Era o Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) que foi extinto em 2015 e incorporado ao Ministério da Agricultura. Atualmente, a licença para pesca amadora ou esportiva é emitida pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC)
2. Quem é obrigado a possuir e portar a licença para pesca amadora ou esportiva? R: Todo pescador amador.
3. Qual outro documento devo exibir à fiscalização além da licença para pesca amadora ou esportiva? R: Deve exibir um documento oficial de identidade com foto (RG, CNH, etc.).
4. Para fins legais, quem é considerado pescador amador ou esportivo? R: É a pessoa física que pratica a pesca sem fins lucrativos e possui a licença para pesca válida, emitida pela autoridade competente.
5. Quem não é obrigado a ter a licença para pesca amadora ou esportiva? R: Pescadores amadores que usam a linha de mão e não comercializem o pescado.
6. Para ter a licença para pesca amadora ou esportiva tem que pagar alguma taxa…

LTL SISTEMAS ELETRÔNICOS

Imagem
Especializado em manutenção e reparos de manetes eletrônicas para embarcações.

Luminária de LED 
(fabricação própria)

Av. Adhemar de Barros, 2649-A - CEP 11430-005



Técnico responsável:
José Carlos Perez Otero
(13) 3018-8787
Cel/Whatsapp (13) 98111-8699

c.perez@iron.com.br









ORIENTAÇÕES DE SEGURANÇA Este blog é um espaço aberto a todos que desejam anunciar produtos e serviços náuticos. Não nos responsabilizamos pelo conteúdo dos anúncios ou pelos bens aqui anunciados.  Os anúncios são de inteira responsabilidade do anunciante.  Toda negociação é efetuada diretamente entre o vendedor e o comprador.  Não intermediamos e não recebemos comissão pela venda.  Copyright© Navegação de Esporte e Recreio - 2018 Todos os direitos reservados.

NÁUTICA PAULISTA - INDICADORES SOCIOECONOMICOS

Imagem
Nesta publicação compartilho os Indicadores Socioeconômicos da Cadeia Náutica de Lazer do Estado de São Paulo, cuja pesquisa foi encomendada pelo Fórum Náutico Paulista (FNP).

Acesse o Mapeamento completo copiando do link abaixo e colando-o no seu navegador:
https://drive.google.com/file/d/1_HA5rf3QPxdta3wUCKeQKbTi0XKKdw9l/view?usp=sharing
fonte: Fórum Náutico Paulista Considerações sobre o Mapeamento do Fórum Náutico Paulista
O mapeamento trazido pelo FNP reafirma o que todos os atores do setor náutico já sabiam há muito tempo. Entretanto, esse documento é de suma importância, na medida em que é um instrumento oficial e balizador à iniciativa privada, ao Governo do Estado e às prefeituras com interesse no setor.
Essa importante pesquisa também não surpreende os proprietários de embarcações de esporte e recreio no que se refere ao custo de uso e manutenção de suas embarcações, mas, deve no mínimo provocar a seguinte questão:

Por que é tão caro ter ou alugar uma embarcação de esporte e re…

FÓRUM NÁUTICO PAULISTA

Imagem
Nesta publicação vamos tratar do Fórum Náutico Paulista (FNP), uma entidade governamental criada dentro da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado de São Paulo.

O FNP foi instituído pelo Governador do Estado de São Paulo, por meio do Decreto nº 62.228, de 24/10/2016.

O FNP é ligado institucionalmente à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação e tem por objetivo apoiar, coordenar e fomentar as ações voltadas ao desenvolvimento da infraestrutura, indústria e turismo do setor náutico no Estado.

O FNP tem caráter consultivo e participativo dos representantes governamentais (estado e municípios de SP) e da sociedade civil organizada, principalmente, ligada ao setor náutico paulista. Portanto, suas deliberações são meramente sugestivas ao Governo, isto é, suas decisões não têm força de lei, no entanto, podem servir de base para leis, decretos, resoluções e atos administrativos que podem influenciar e refletir em todo …

CATEGORIAS DE HABILITAÇÃO DO NAVEGADOR AMADOR

Imagem
Navegadores amadores operam embarcações de esporte e recreio sem caráter profissional, ou seja, utilizam essas embarcações para fins de lazer e esporte, daí o termo amador.

A habilitação para condução de embarcações de esporte e/ou recreio é conferida ao pessoal do Grupo de Amadores, previsto nas Normas da Autoridade Marítima para Aquaviários e Amadores (NORMAM-03).
Os amadores serão habilitados por meio de Carteira de Habilitação de Amador (CHA) e serão cadastrados no Sistema Informatizado de Cadastro de Pessoal Amador (SISAMA), nas seguintes categorias:
CATEGORIAS/SIGLAS DAS CHA Capitão Amador   CPA Mestre Amador    MSA Arrais Amador     ARA Motonauta           MTA Veleiro                 VLA Capitão Amador - apto para conduzir embarcações entre portos nacionais e estrangeiros, sem limite de afastamento da costa, exceto moto aquática.
Mestre Amador - apto para conduzir embarcações entre portos nacionais e estrangeiros, nos limites da navegação costeira, exceto moto aquática.
Arrais Amador - ap…